A ordem das razões e a desconstrução – duas formas de lermos a história da filosofia (um olhar sobre o caso brasileiro)